Mel viaja: roteiro de 20 dias na África do Sul

África do Sul

Mais uma viagem inesquecível para guardar na memória, e no coração.
A África do Sul é surpreendente e a cada cidade ela se revelou de uma forma diferente para mim e para o Pedro, meu marido.
Foram muitas experiências inesquecíveis.

Roteiro de 20 dias pela África do SulRoteiro: 20 dias na África do Sul

A ideia inicial era ficar 8 dias, mas achamos passagens de ida e volta bem mais baratas se ficássemos 20 dias na África do Sul (20 para se ter como base, tá? Na verdade foram 18 com o pé na África do dia em que pisamos lá, até o dia em que embarcamos para voltar).

Tínhamos agenda livre, então aproveitamos para conhecer melhor o país. Foram quase 10 cidades, 2 estados e muitos km rodados apreciando as belezas da África do Sul.

Roteiro 20 dias na África do Sul

Nosso roteiro | 20 dias na África do Sul

Dia 4: São Paulo > Joanesburgo | Via Avião (Latam)

Dia 5: Joanesburgo > Marloth Park (Kruger) | Via carro (Avis | Rent cars)

Dia 9: Marloth Park (Kruger) > Graskop | Via carro (Avis | Rent cars)

Dia 10: Graskop > Joanesburgo | Via carro (Avis | Rent cars)

Dia 10: Joanesburgo > Cidade do Cabo | Via Avião (Fly Zafair)

Dia 14: Cidade do Cabo > Muizenberg/Boulder’s beach/Cabo da Boa Esperança > Cidade do Cabo | Via carro (First | Rent cars)

Dia 16: Cidade do Cabo > Hermanus | Via carro (First | Rent cars)

Dia 18: Hermanus > Stellenbosch | Via carro (First | Rent cars)

Dia 20: Stellenbosch > Franschoek > Stellenbosch | Via carro (First | Rent cars)

Dia 21: Stellenbosch > Cidade do Cabo | Via carro (First | Rent cars)

Dia 22: Cidade do Cabo > SP | Via avião (Latam)

Dia 23: Chegamos em casa! 🙂

Esse foi o resumo do roteiro para vocês terem ideia de quantos dias passamos em cada local e para adaptarem de acordo com os dias que passarão por lá.

Muitas pessoas nos perguntaram: “20 dias na África do Sul? Vale a pena ficar tanto tempo lá?” Eu diria que foi o tempo necessário para conhecermos quase tudo o que queríamos, e deu para fazer tudo com calma. Se eu pudesse, teria ficado mais uma semana para visitar as cidades da Garden Route.



Planejamento

Moeda

A moeda da África do Sul é o Rand africano, que é desvalorizada em relação ao Real, por isso é possível conseguir bons negócios por lá em relação à hotéis, alimentação e tudo o que for local. Em relação às compras, com exceção dos vinhos que são produzidos localmente, a desvalorização da moeda não é tão percebida, algumas coisas saem mais baratas no Brasil.

Saúde

Eu não fechei seguro viagem para a África do Sul e passei o maior perrengue. Não repita o mesmo erro!

Fiquei muito doente por conta de uma infecção e fui hospitalizada quando estávamos na Cidade do Cabo. Como eu não tinha seguro viagem, tivemos que pagar tudo do bolso, pensem o prejuízo.

Neste comparador de seguros, vocês vão conseguir o melhor preço da internet. Neste link já tem cupom de desconto do meu blog incluído, e se você pagar o seguro por boleto ganha mais desconto ainda.

Apesar de ter gasto uma boa grana com saúde particular, ela foi muito bem aproveitada. O atendimento foi excelente e as instalações do hospital eram incríveis. Fiquei super bem depois de receber a alta.

Falando em saúde na África do Sul, não esqueça de duas coisas importantes antes de viajar:

  • Tome a vacina de febre amarela;
  • Tome o comprimido contra malária se for ao Kruger Park.
Feche seu seguro saúde por este link e garanta 10% de desconto com o cupom de desconto que já está inserido e fazendo seu pagamento no boleto. O blog também ganha uma pequena comissão para continuar este trabalho ;)

Vôos

A época do ano influencia diretamente nos valores das passagens, mas apesar de termos ido em Dezembro, conseguimos valores muito acessíveis. Os vôos de ida e volta para o Brasil custaram aproximadamente R$4.200 para nós dois, com uma escala somente na volta. Voamos pela Latam, que era a companhia com os vôos mais baratos. Os vôos foram ótimos, assim como as refeições, que tinham opções vegetarianas no cardápio.

O vôo interno, de Joanesburgo à Cidade do Cabo, foi cerca de R$600 para nós 2 incluindo taxas e 3 bagagens despachadas. Voamos pela Fly Safair num avião bem simples, sem direito nem a água – hahahahaha, que pobreza! -, mas o vôo era rápido, então foi suportável. Outra companhia aérea africana e popular para se achar vôos baratos é a Mango, então dê uma comparada nos preços das duas companhias para garantir o melhor preço.

Carros alugados

Os trajetos de carro fizemos com carros alugados na Rent Cars, que mostra os melhores preços considerando várias locadoras diferentes.

Alugamos pelo site, ainda no Brasil. Não alugue carro em sua chegada no aeroporto, pois os preços são muito maiores dos que os oferecidos na internet, é possível pagar mais do que o dobro. Então se planeje!

As diárias dos carros em todas as cidades que passamos foi bem barata tanto pela First, como pela Avis, cerca de 65 reais por dia – pegamos o carro mais baratinho das locadoras.

Se quiser alugar um carro pela Rent Cars, use este link e garanta a melhor cotação da internet. Usando este link você ainda ajuda o blog a crescer!

Hospedagem

Reservamos todos os hotéis pelo Booking de forma fácil e rápida. Sempre agendo por lá as hospedagens de todos os destinos, já até virei cliente Genius.De todos os hotéis que ficamos, o que eu mais amei foi o Imbube Safari Lodge, localizado perto do Kruger Park. O clima era de safari e o pessoal era muito acolhedor, recomendo de olhos fechados.

Reserve seu hotel na África pelo Booking por este link e ajude o blog a crescer.

Internet

Se você gosta de compartilhar conteúdo na internet, assim como eu, ou precisa estar conectado por conta do seu trabalho, a melhor opção é comprar um chip com internet ilimitada aqui no Brasil. Chegando na África é só trocar os chips e pronto. A internet funcionava até no Kruger para vocês terem ideia da cobertura!

Eu comprei um chip aqui no Brasil com a EasySim4U, e o Pedro comprou um para ele no aeroporto de Joanesburgo. O daqui saiu muito mais barato, a internet funcionava o tempo todo e ainda era ilimitada.

chip-de-internet-áfrica-do-sul

Compre também seu chip de internet para a África com a EasySim4U neste link. O blog agradece!

Alimentação

Se você é vegetariano, você vai passar mal na África de tanto comer bem, hahaha.

Em TODOS os restaurantes que fomos havia opções vegetarianas no cardápio, e não só massa com queijo, como costuma ter aqui no Brasil, tá? As opções eram muito criativas e deliciosas!

Se você come carne, há inúmeras e fartas opções, várias bem exóticas.

Além da gastronomia de lá ser maravilhosa, o preço era sensacional. Um restaurante 5 estrelas na África do Sul equivalia (em preço) a um restaurante simples aqui do Brasil. Comemos e bebemos muito bem todos os dias, que saudade!


Não deixe de ler os outros posts sobre a África do Sul:

Beijos,

Mel Campo.

Não passe perrengue na sua viagem! 

Reserve seu hotel ou casa pelo Booking.com 
Tenha internet 4G ilimitada na África com a EasySim4u
Alugue um carro com a Rent Cars
Faça um seguro viagem com desconto com o Seguros Promo

16 comments Add yours
  1. Bom dia Mel, tudo bem?
    Acabei de comprar passagens para a África do Sul, chegaremos numa segunda-feira em Joanesburgo às 09h20 e teremos praticamente três semanas completas lá (embarcamos num domingo perto do meio dia), ou seja, são 19 dias cheios + a segunda da chegada.

    Já gostamos bastante desse post estilo “resumão” e quando tivermos tempo pretendemos ler o restante. Você acha muito cansativo pegar um carro e descer de Joanesburgo até Cape Town (claro que fazendo algumas paradas no caminho) ?

    1. Olá Fábio!

      Que bom que gostou do post!
      Você vai ficar praticamente o mesmo tempo que eu fiquei por lá.
      Acho que a melhor opção entre estas duas cidades é o avião mesmo – os preços são acessíveis.
      Este trajeto de carro é muito longo e cansativo. Além do mais, neste trajeto não tem tantas cidades bacanas para se visitar (as mais legais já estarão perto de Cape Town), então você vai jogar 2 dias de viagem “fora”.
      Além do mais, dirigir na mão inglesa é beeeem complicado. Já sentimos dificuldade tendo que descer do aeroporto para dirigir aproximadamente 5 horas até o Kruger.
      Considere o avião, acho que vai ser a melhor opção para vocês!

      Boa viagem, vocês vão amar a África do Sul! 😉

  2. Oi Mel, tudo bem??
    Estou amando suas dicas =).
    Gostaria de saber sobre as hospedagens, quando voce chegou em Capetown, conseguiu fazer alguns passeio bate e volta somente se hospedando por lá certo? Depois voces mudaram de hospedagem somente em Hermanus ou precisaram algumas hospedagem em algumas outras cidades?
    Achei que me hospedando apenas em Capetown, conseguiria conhecer tudo ou quase =).

    Beijoss

    1. Olá Flavia!
      Que bom que está gostando 🙂

      Os únicos hotéis em que ficamos fora da Cidade do Cabo foram em Hermanus e em Stellenbosch (cidade com vinícolas). Stellenbosch dá para fazer um bate-volta com agências, mas o tour é rápido, passa por poucas vinícolas e não é possível escolher onde ir. Como eu amo vinhos, decidimos nos hospedar lá na cidade (que é uma gracinha) e aproveitar 2 dias inteiros nas vinícolas, m dia em Stellenbosch e outro em Franschoek.

      Dá para fazer vários passeios no bate-volta (como fizemos no dia 14, conforme o roteiro do post), mas acaba sendo um pouco cansativo. Fazer isso todo dia para ir aos lugares não vale a pena, principalmente se precisar acordar muito cedo, como tivemos que fazer para o mergulho com tubarões.

      Fiz um post só sobre a Cidade do Cabo e o que conhecer por lá. Acho que pode te ajudar neste planejamento:
      http://mixdamel.com.br/2018/12/o-que-fazer-na-cidade-do-cabo-pontos-turisticos/

      Espero que eu tenha ajudado 😉
      Beijo,
      Mel.

      ——-

      Use os links do post para suas reservas e ajude o blog a crescer! 😉

  3. Olá Mel ! Tudo bem ? Eu queria lhe fazer uma pergunta ! Estou pensando em ir para Africa do Sul eu queria saber, se você teria ideia que quanto levar para passar 20 dias lá ! Eu estava pensando, em algo como U$$1000 a U$$1300 dólares ! Esse valor é só para uma pessoa ! Obrigado ! Fico aguardando sua resposta .

    1. Olá Sandro!

      Este valor está ótimo. Eu e meu marido levamos U$2.200 para nós dois.
      Além do dinheiro em espécie, passamos cartão em alguns poucos lugares…
      Como o dólar está em alta, renderá ainda mais para você.
      DICA: Troque seus dólares em uma das agências do próprio aeroporto, foi o lugar com melhor cotação que achamos. Nem no centro das cidades, como Cidade do Cabo, não conseguimos cotação tão boa quanto do aeroporto de Joanesburgo. E quanto mais você compra, melhor fica a cotação.

      Espero que tenha ajudado!
      Beijo,
      Mel.

      1. Oi Mel!! Gostei muito das suas dicas. Em seu vídeo no youtube você disse que ao trocar os dólares no aeroporto cobraram algumas taxas a mais. Você chegou a calcular se vale mais a pena pagar em dinheiro ou no cartão de crédito? Obrigada. Bjos

        1. Que bom que gostou, Alice!
          Sim, essa taxa a mais é uma taxa de conveniência, além do IOF.
          Essa taxa é comum na África, e descobrimos depois que TODOS os lugares cobram.

          Comparando a taxa do cartão x essa taxa de conveniência, vale mais a pena pagar em espécie mesmo, ainda mais com o dólar tão alto.
          Outra opção é comprar no Brasil antes de ir, pois não tem essa taxa de conveniência. Nossos amigos compraram aqui e nós lá, deu quase na mesma.

          Beijos!
          Mel.

Comente aqui =)